Ações da CSN
R$ 9,40 | -0,84%
21:2h | 12.09.2014
Segunda-feira, 15 de setembro de 2014
Boa noite, 23h52min
 

Dia do Feirante: de bem com a profissão
Publicado em 24/08/2013, às 18h35
 
Última atualização em 24/08/2013, às 18h35

Roze Martins

(especial para o DIÁRIO DO VALE)

Volta Redonda e Barra Mansa

"Quem trabalha na feira jamais sai. E eu posso afirmar que amo de coração essa minha profissão". Neste domingo, quando se comemora o Dia do Feirante, é desta forma que o presidente da Associação dos Feirantes de Volta Redonda, Laudeil Gonçalves do Nascimento, de 51 anos, resume seus 38 anos de trabalho dedicados a vendas de frutas na feira livre do município que, nesta semana, completou 61 de existência. Já acostumado a acordar todos os dias de madrugada e sacrificar finais de semana e feriados, o feirante ressalta que a convivência diária com diferentes tipos de pessoas e as oportunidades de novas amizades ajudam a superar todas as dificuldades.

- Tem dias, dependendo do local da feira, que nós começamos a montar a banca por volta das 3h30min da madrugada.  Essa é a nossa rotina, no entanto eu já estou acostumado e faço isso todos os dias com a maior satisfação e orgulho. Trabalhar na feira é muito bom, principalmente por ser um lugar democrático, um shopping a céu aberto onde temos oportunidades de atender e fazer amizades com pessoas de todas as classes sociais - ressalta o presidente, ao acrescentar que no sábado e domingo o público costuma ser maior, principalmente porque muitas pessoas de cidades vizinhas também costumam prestigiar a feira.

De acordo com Nascimento, o grande segredo para o sucesso de um feirante é o bom atendimento e a oferta de produtos de qualidade. Ele ressalta que, embora há algum tempo a prefeitura de Volta Redonda tenha padronizado as barracas da feira livre, hoje muitos ainda preferem utilizar a lona para cobrir as bancas. "Os feirantes precisam ter bom senso, investir em lonas novas, já que não utilizam as barracas padronizada, para que suas barracas fiquem com um bom aspecto e atraiam os clientes, que gostam de ser bem atendidos", comenta o feirante, que tem como vizinho de banca o filho Douglas Martins do Nascimento, de 27 anos.

Tal pai, tal filho

Douglas conta que desde os seis anos ele sempre acompanhou o pai na feira livre, onde gostava de ajudar no atendimento aos clientes. Ao longo desse período foi se apaixonando pela profissão e há cinco anos montou a própria banca, onde também vende frutas. "Eu sempre vinha com meu pai, de madrugada, e ajudava ele a montar a barraca. Me acostumei com esse ambiente, foi o que aprendi a fazer nesses anos todos e me identifiquei como feirante. Gosto muito de trabalhar na feira e não mudaria de profissão. Já até tentei trabalhar em outros lugares, mas não deu certo e eu voltei pra cá", afirma o feirante.

Outros que deram continuidade ao trabalho do pai foram os feirantes Celso Júnior de Barros do Carmo, de 26 anos e Leonardo do Carmo, de 35. Filhos de um dos feirantes mais tradicionais do município, Celso do Carmo, falecido há alguns anos, os dois seguem firme na profissão com uma enorme banca de frutas. "Desde pequenos eu e meu irmão acompanhávamos meu pai que, além de feirante, também era atacadista. Não optei por seguir outra profissão porque isso é o que eu gosto e o que eu sei fazer. Já me acostumei a acordar de madrugada para trabalhar e procuro compensar o descanso sempre no período da tarde", comentou o feirante, ao ressaltar que a feira está precisando de um pouco mais de divulgação.

Clientela fiel

Durante toda a semana a feira livre de Volta Redonda mantém o seguinte cronograma: segunda-feira no bairro Santa Cruz, terça-feira, no Retiro, quarta-feira, no bairro Sessenta, quinta-feira, no bairro Volta Grande I, sexta-feira, na Rua 4, no Conforto, sábado, no Aterrado e domingo na Vila Santa Cecília. Ao todo, a feira livre possuiu 382 barracas com produtos que passam por frutas, legumes, verduras, doces, peixaria, queijos, condimentos, acessórios, roupas, calçados, entre outros.

Frequentadora assídua da feira, a aposentada Lecyr de Almeida Cruz, de 62 anos, é do tipo de cliente que sabe valorizar o trabalho dos feirantes. Ela, que mora no bairro Aterrado, diz que sempre pode opta por comprar suas frutas, verduras e legumes nas barracas da feira. Prova disso é que na manhã desta última quinta-feira ela estava na feira da Volta Grande I fazendo suas compras. "A feira no Aterrado, onde eu moro, acontece só no sábado. Mas quando estou precisando de alguma coisa eu vou a qualquer bairro, até porque não pago passagem. Já fiz amizade com vários feirantes e gosto muito desse contato com eles, que sempre estão dispostos a nos servir com produtos fresquinhos", comentou a aposentada, ao parabenizá-los pelo dia de hoje.

Propostas de melhorias animam feirantes de BM

Com um número de barracas que não passa de dez, durante a semana, a feira livre de Barra Mansa, que já teve seus bons tempos, está perto de passar por mudanças que deixaram os feirantes que trabalham no local, há anos, um pouco animados. Na inicio da semana o prefeito Jonas Marins (PCdoB) participou de uma reunião com os feirantes do município, no auditório do Parque de Saudade. O objetivo do encontro foi debater propostas para melhoria e ampliação da feira livre, que poderá se estender para novos bairros e também contar com atrações culturais. "Nosso compromisso é ser um facilitador no desenvolvimento de uma nova feira livre e não um complicador. Queremos dar mais dignidade aos feirantes e oferecer aos moradores uma feira ainda melhor", afirmou o prefeito.

Há cinco anos trabalhando na feira, com uma barraca de linguiças, Aroldo da Silva é um dos integrantes da comissão formada para cobrar e negociar com as autoridades as mudanças propostas. Segundo ele, o projeto apresentado para melhorar a feira pareceu muito "interessante". "Ficamos animados com a reunião porque a feira está realmente precisando passar por uma transformação. Uma das propostas é a padronização das barracas e a realização em outros bairros que, a princípio, seriam Vista Alegre e Colônia Santo Antônio. Para nós isso seria muito bom, levando em conta o grande número de moradores desses locais", ressaltou Silva.

De acordo com ele, a comissão formada para acompanhar as implantações das propostas também irá cobrar da Guarda Municipal e da Secretaria de Postura maior participação e fiscalização na montagem, na distribuição de espaço e cumprimento do calendário semanal. Com relação a possibilidade de atrativos culturais serem inseridos na programação da feira, Silva disse que a medida será favorável no sentido de atrair mais pessoas. "Isso vai ser bom, principalmente nos finais de semana, quando muitas pessoas dão prioridade para a feira de Volta Redonda", completou.

Para o feirante Luís Mendonça, de 60 anos, dos quais 40 foram dedicados em vender laranjas na feira livre, há algum tempo o espaço foi esquecido pelas autoridades que, agora, estão tentando resgatar a feira. Além da divulgação, ele aponta como prioridade uma maior fiscalização nos bairros por onde passa durante a semana. "Se eu estou há 40 anos trabalhando na feira é porque gosto muito do que faço. Eu vivo da feira é, por isso, torço para que realmente essas melhoria sejam colocadas em prática, embora ainda fique com um pé atrás diante de tantas outras promessas que já tivemos", destacou Mendonça.

Em Barra Mansa a feira acontece de terça-feira a domingo, nos bairros Roberto Silveira, Centro, Boa Sorte, Saudade, Ano Bom e Vila Nova (respectivamente). Na reunião da última semana, uma das mudanças já acordadas foi a transferência do local da feira, no Centro, às quartas-feiras. "A feira será levada da Rua Nilo Peçanha para a Rua Custódio Ferreira Leite, ao lado do Parque Centenário. Com isso, as barracas ganham mais visibilidade e espaço", afirmou o secretário de Desenvolvimento Rural, Leandro Machado.

Com relação a possibilidade de ir para outros bairros, ele informou que equipes da secretaria junto a Guarda Municipal, estão visitando os bairros Vista Alegre e Colônia Santo Antônio para verificar novos pontos para realização da feira. "Acreditamos que até dezembro, a feira já estará sendo realizada nestas duas localidades", finalizou.

 
Imprimir E-mail Share
 


* Nome: * E-mail:
Telefone:  
 
* Comentário:  
Declaro expressamente que li as Condições Gerais
e aceito seus termos de forma integral. 
 
   
Imprimir
E-mail
Saiba mais
 
PMBM
Hospital da Mulher será amplamente reformado
 
Acidente
Carro capota e três homens ficam feridos, em Barra Mansa
 
Acidente
Carro bate em poste e três pessoas ficam feridas, em Barra Mansa
 
Obras
Boa Vista II, em Barra Mansa, terá nova escadaria
 
Saúde
Unidade do PSF é inaugurada no São Francisco, em Barra Mansa
 
Negócio ilegal
CVM manda parar venda de unidades no Hotel Ibis Volta Redonda/Barra Mansa
 
Circuito
Corredor Cultural de Barra Mansa recebe apresentação do cantor Carlinhos Mininja
 
Homicídio
Homem morre após ser baleado em Barra Mansa
 
Home | Cidade | Política | Polícia | Economia | Mosaico | Cartas | Esportes | Copa Diarinho | Social | Lazer | Circuito | Decoração |
Veículos | Educação | Nacional | Internacional | Vídeos | Edição Digital | Cultura | Flip | Classificados | Eu, Diário | Arquivo | Fale Conosco | Newsletter | Twitter | Pesquisar | Ciência e Tecnologia | Tempo Real
© 2013 - Diário do Vale. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. Termos de uso.